Goodbye

O telefone toca no meio da noite. Ela atende. Era a voz baixa e triste do pai, procurando pela mãe. A mãe pega o telefone mas ela continua na linha, sem ninguém saber. Ela ouve a conversa, sem ninguém saber. Falavam sobre a avó. Adoecida. Fraca. Não aguentou o fim da conversa mas, talvez, provavelmente sim, sua avó havia falecido. E seu mundo desmorona, ela está desnorteada. Lágrimas caem sem qualquer esforço e seu único consolo é uma folha de papel…

Adeus, Saudade

Adeus minha vida,
Meu amor, minha necessidade
Vá a deus e me espere,
Irei ver- te quando dizer adeus a saudades
Como você me disse adeus.

De repente a mãe entra e, não, não foi isso que aconteceu.  Não, a avó não faleceu. Ficou doente e só. E a tranquilidade a inunda da cabeça aos pés e ela pode voltar a dormir sem preocupação.

História de uma amiga muito querida.  Amiga que não pode esquecer de viver o presente e deixar o futuro para o futuro ;) – Poema simplesmente lindo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s